Voltar

Sem Glúten

Molhos e temperos: atenção pois podem ter glúten

Ler embalagens e componentes de alimentos processados faz parte da rotina dos celíacos também na hora de levar pra casa temperos prontos e condimentos.

A doença celíaca traz uma série de restrições alimentares àqueles que são acometidos por esta condição. O glúten precisa ser excluído da dieta e se engana quem pensa que esta proteína só está presente no trigo. Cevada, centeio, cereais, amido (sem indicar a origem no rótulo), proteína vegetal (sem indicar a origem no rótulo), malte e outros também não são recomendados por possuírem glúten.


Isso porque o organismo do celíaco não produz a enzima capaz de digerir o glúten, o que provoca uma reação do sistema imune, resultando em lesões no intestino. Os sintomas mais típicos da doença celíaca (que, é bom lembrar, só pode ser diagnosticada por um médico) incluem diarreia, desconforto abdominal, vômitos, irritabilidade, falta de apetite e anemia. A longo prazo, a pessoa pode apresentar deficiência de ferro, osteoporose, emagrecimento, dermatites, redução dos níveis de cálcio, alterações hepáticas e prisão de ventre. Logo, é preciso muita atenção, até porque o glúten pode estar onde você menos espera: inclusive em molhos e temperos.


Sim! Muitos temperos, molhos e condimentos contêm glúten - e aqui incluímos a mostarda, pimenta-branca e a maioria dos molhos prontos, como os de salada de vários sabores, o teriyaki, o de yakissoba, até mesmo o molho de soja (shoyu). Até os alimentos que não deveriam conter o trigo, como o molho de tomate, trazem pequenas quantidades dele e dependendo do nível de intolerância, são contra-indicados. O caldo de carne, frango ou legumes, seja tradicional ou com pimenta, em geral apresentam traços de glúten. A proteína está nos grânulos que formam o pó e oferecem consistência. Além disso, a maioria dos temperos picantes, como o curry em pó, contêm trigo para oferecer textura e volume.


E a maionese industrializada? Em geral ela contém glúten. Portanto, fazer aquela deliciosa maionese caseira é a forma mais segura para os intolerantes. Na hora de usar o sal e outros temperos "secos" da cozinha, as pessoas podem não prestar atenção se manipularam alimentos com glúten antes, o que contaminaria o alimento condimentado - isso é o que chamamos de contaminação cruzada e deve ser sempre motivo de alerta para os celíacos. Da mesma forma, usar os mesmos talheres para misturar esses temperos também tem sua carga de perigo. Em restaurantes, prefira usar saquinhos de sal, mais seguros que os saleiros de mesa.


Enfim, vale redobrar os cuidados ao consumir ou comprar versões industrializadas de molhos e temperos. Sempre verifique a embalagem para averiguar se não contém alguma farinha com glúten. Uma alternativa saudável e segura é preparar esses molhos em casa, com ingredientes frescos, evitando riscos e trazendo um toque especial para os seus pratos.