Voltar

Orgânicos

Já ouviu falar em kombucha?

Saiba porque essa bebida milenar está conquistando adeptos pelo Brasil e o que ela tem a ver com um estilo de vida saudável.

Chá gaseificado ou refrigerante do futuro são alguns dos apelidos desta bebida que vem conquistando cada vez mais fãs. Mas o kombucha é, na verdade, um tipo de chá fermentado que possui características probióticas, super saudável e com poucas calorias. Como é feito apenas com componentes naturais, o sabor e o aroma são consequência da combinação de seus ingredientes, apresentando características completamente diferentes - ou seja, pode ser doce, seco, amargo, suave, até mesmo alcoólico, tudo depende da sua preparação.


O kombucha é uma fonte rica em probióticos e por isso faz muito bem para a saúde do intestino, melhorando o sistema imunológico de forma global. Além disso, possui alto poder antioxidante, é rico em vitaminas do complexo B e vitamina C, combate o envelhecimento precoce, alivia dor nas articulações e ajuda a prevenir doenças severas como a artrite.



O kombucha é orgânico?

A resposta correta é: depende. Como o kombucha é preparado com diversos ingredientes, para que seja considerado orgânico é necessário que todos os produtos utilizados sejam orgânicos. Então, se o chá, o açúcar e as frutas adicionadas para dar sabor e aroma forem todos orgânicos, o kombucha também será. Portanto, busque nos rótulos os selos de certificação para ter certeza.


Para adicionar o kombucha à sua alimentação de maneira correta, é importante falar com o nutricionista ou o médico sobre o assunto pois, por ser fermentado, pode gerar efeitos adversos, como estufamento e gases. É importante frisar que não é indicado para grávidas e diabéticos.



Onde encontrar?

Comprar o kombucha pronto é a alternativa mais prática e rápida para quem quer aproveitar os benefícios da bebida sem se envolver na sua produção. Mas ele também pode ser feito em casa. O kombucha é produzido com o kefir, gerado a partir de uma colônia específica de bactérias e leveduras saudáveis, conhecida como Scoby. A sigla vem de Symbiotic Culture Of Bacteria and Yeast, traduzido livremente como cultura simbiótica de bactérias e leveduras. Você precisa ganhar de alguém o kefir, ou seja, essa "matriz" ou "mãe" do kombucha para que sua bebida sofra o processo de gaseificação natural.


A bebida tem como base chá verde, preto ou mate e o kefir é alimentado pela adição de açúcar na mistura. A quantidade de açúcar e o tipo de chá são os responsáveis pelas características finais, mas também é possível adicionar alguma fruta no preparo.


Feito em casa ou comprado pronto, é recomendável que seja servido frio, com bastante gelo e sempre conservado na geladeira. Como gera muito gás, se esquentar, a gaseificação natural do kombucha pode fazer a tampa voar ou até mesmo "explodir" o vasilhame. E fique de olho: como seu processo de produção é natural, ele precisa ser consumido em poucos dias, já que não tem prazo de validade extenso. São diversos os tutoriais na internet que ensinam a fazer kombucha em casa. Contudo, quem presentear você com o kefir será o melhor professor, pois já sabe na prática receitas e truques.


Abaixo segue a lista de cidades e lojas que possuem kombucha nas prateleiras para você comprar e experimentar:

São Leopoldo (loja 54), Torres (loja 55), Xangri-lá (loja 59) e Canoas (loja 60).