Voltar

Consumo consciente

Verão pede mais cuidado com os alimentos

Confira dicas para garantir a qualidade do que você e sua família ingerem.

Todo verão é a mesma coisa: a temperatura sobe e, com ela, cresce também a ocorrência de doenças intestinais e estomacais, como intoxicação alimentar, vômito e diarreia, dores abdominais… Um dos fatores que colabora com o aumento de casos dessas doenças é a deterioração dos alimentos, que é acelerada pelas altas temperaturas.

Portanto, pensando na sua saúde e na de quem você ama, é preciso ficar atento ao preparo e armazenamento dos alimentos, seja em casa, restaurantes e bares, prevenindo, assim, o aparecimento de doenças transmitidas por alimentos.

É necessária uma atenção especial à temperatura dos alimentos, especialmente os perecíveis e que necessitam de refrigeração (queijos, iogurtes e outros a base de leite e derivados, peixes e frutos do mar, carnes, sobras das refeições, entre outros). A recomendação clássica é que os alimentos frios sejam mantidos sempre bem resfriados, assim como os alimentos quentes precisam ser mantidos bem aquecidos.

Uma dica importante é sempre preparar os alimentos o mais próximo possível do horário de consumo. Vai comer fora? Escolha restaurantes que preparam os alimentos “na hora” ou fique atento à estrutura de buffets, buscando sempre as opções alimentares que parecem mais seguras.

Em todos os casos, evite alimentos muito perecíveis, como queijo branco, embutidos, carnes, patês, tortas e bolos recheados. No lugar deles, que tal apostar em frutas (in natura, sucos e polpas), barras de cereais ou, ainda, leites e sucos de caixinha.

Lembre-se de sempre manter os alimentos em recipientes bem tampados e protegidos do sol. No caso daqueles que precisam de refrigeração, mantenha-os em caixas isotérmicas abastecidas com gelo.


Evite a desidratação com mais água

O aumento das temperaturas e da exposição ao sol faz com que o organismo elimine mais líquidos e sais minerais pela transpiração, em um nível acima do normal. E em tempos de confraternizações na piscina ou na praia, o maior consumo de bebidas alcoólicas também contribui para a perda de líquidos em excesso, pois elas têm alto poder diurético. 

Em qualquer caso, é necessário prevenir desidratação. Para isso, nós indicamos que você:


  • beba pequenos volumes de líquidos ao longo do dia, preferencialmente água. Vale também água de coco, suco de frutas ou chás;
  • tome esses líquidos antes de sentir sede - afinal, a sede já é um sintoma da desidratação;
  • modere a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • consuma frutas, verduras e legumes, que também possuem água e ajudam na hidratação;
  • evite o excesso de sal, e quando possível, alimentos industrializados com alto teor de sódio (enlatados, tabletes de caldo de carne e similares, embutidos;
  • fique atento às pessoas ao seu redor e ofereça líquidos para elas, especialmente se forem idosos e crianças.


Estas são algumas recomendações que podem ajudar você e sua família a terem um verão mais saudável e seguro, evitando a ocorrência de desidratação, doenças intestinais e estomacais.