Voltar

Bem-estar

10 dicas para dormir bem

Repousar a quantidade de horas necessárias para a saúde significa qualidade de vida. Reunimos aqui importantes dicas para ter um sono regular e revigorante.

Dormir bem é algo tão vital para a saúde quanto manter uma boa alimentação. O sono repõe as energias, revigora o corpo e a mente e nos deixa preparados para um novo dia. É durante este "intervalo" que fortalecemos o sistema imunológico, liberamos a secreção de hormônios e reforçamos a memória, entre outras funções de extrema importância para o funcionamento correto do organismo.


Dormir mal, ou poucas horas por noite, acarreta em uma série de transtornos. Nesse contexto, é possível desenvolver, por exemplo, um quadro de hipertensão e arritmias cardíacas. A falta de sono também pode causar fadiga, irritabilidade e lapsos de memória. A maior manifestação dos problemas crônicos é a sonolência diurna exagerada, passando por alterações do humor e redução das capacidades mentais, como aprendizado e raciocínio.


Os principais problemas que as pessoas enfrentam são a insônia, que é a dificuldade para o repouso ou mantê-lo; a apneia do sono, resultante de um enfraquecimento dos músculos da faringe, que provoca ronco e deixa o sono superficial; e, por fim, o descanso reduzido, que leva à famosa “soneca da tarde”. É importante ressaltar que a necessidade de sono varia de indivíduo para indivíduo e que esta necessidade, em muitos casos, reduz à medida que a idade avança. Um recém-nascido dorme cerca de 20 horas por dia. Mas um idoso pode repousar apenas quatro horas, descontando eventuais períodos de sono durante o dia. Todavia, a média ideal para um adulto é de 7 a 9 horas de sono por noite.


Alguns hábitos são importantes para conseguir fazer a "higiene do sono", entre eles evitar alimentos pesados, bebidas alcoólicas ou que tenham cafeína algumas horas antes de dormir. A Associação Brasileira do Sono estipulou os 10 mandamentos do sono. Confira abaixo:


1. Horário regular para dormir e despertar

2. Ir para a cama somente na hora dormir

3. Ambiente saudável e sem distrações (TV ou celular)

4. Não fazer uso de álcool próximo ao horário de dormir

5. Não fazer uso de medicamentos para dormir sem orientação médica

6. Não exagerar em café, chá e refrigerante ao longo do dia

7. Atividade física em horários adequados e nunca próximo à hora de dormir

8. Jantar moderadamente em horário regular e adequado

9. Não levar problemas para a cama

10. Atividades repousantes e relaxantes após o jantar


Ao perceber qualquer alteração incomum no seu sono, procure um médico, que vai encaminhar seu caso a um neurologista, pneumologista ou psiquiatra. Eles são os profissionais mais indicados para analisar seu sono, conforme a raiz do seu problema (neural, respiratória ou emocional). Não deixe de cuidar de você e da sua saúde!