Guia prático para precificação do seu produto

Guia prático para precificação do seu produto

há um ano

Fazer a precificação correta dos produtos é fundamental para garantir a saúde financeira da empresa. Neste artigo, vamos te ajudar com um guia de dois passos para você aplicar no seu próprio negócio. 


Calcular o preço de venda dos produtos além de ser o ponto-chave para qualquer negócio, é a ligação reta ao lucro e prejuízo da empresa. Na hora de formá-lo, você precisa calcular custo + despesas + margem de lucro. 


  1. Entender cada item do cálculo

Custo: refere-se ao custo que aquele produto tem para a empresa - não somente o bruto direto, mas também os indiretos, como água e luz, além da hora do profissional para produzir.

Despesas: somam-se todas as despesas fixas e variáveis necessárias para manter a empresa. Neste item também entram as comissões de vendedores, pagamento de internet ou de setores não envolvidos diretamente com as vendas, como uma agência de marketing digital, por exemplo.

Margem de lucro: depois de somar todos os custos do produto e as despesas, você poderá definir a margem de lucro que deseja ganhar sobre a venda de cada produto.


  1. Detalhes importantes

Ponto de equilíbrio: trata-se do valor de vendas para cobrir custos e despesas, sem levar em conta o lucro e nem prejuízo. É o necessário para pagar cobrir as contas da empresa.

Análise da concorrência: para poder competir no mercado, é de extrema importância analisar a concorrência antes de estabelecer o preço que será cobrado pelo seu produto. Lembre-se que a qualidade, o alcance da marca e o tempo de mercado também influenciam na hora de precificar.

Regime tributário: a alíquota de impostos sobre o produto irá variar conforme o regime tributário de cada empresa, e isso tem bastante influência na formulação do preço do produto. É importante ficar atento, já que cada regime tributário terá um cálculo diferente. Verifique estas informações com o seu contador.

Calcular o preço de venda pode ser um processo cansativo, mas é fundamental para fazer o seu negócio crescer. 


Se o guia prático de como gerir seus custos te ajudou, envie para seus sócios, colegas de trabalho e empreendedores que você conhece para que leiam esse artigo e também aprendam a gerir os custos com facilidade.



Mais conteúdos